featured article

UM GRUPO DE ITALIANOS PROCLAMA SPOT DO BUKIT COMO PROPIO

Terça, Maio 7, 2013 19 Comments 19 Likes
Likes 19 Comments

UM GRUPO DE ITALIANOS PROCLAMA SPOT DO BUKIT COMO PROPIO

Esta temporada de chuvas que termina pode chegar a ser uma de lembrar. Alguns factores podem contribuir á situar-la nos recentes anais da história do surf no Bukit. A qualidade e quantidade de swels provavelmente não seja um deles. Mesmo se temos tido, até agora ondas consistentes e um swel grande e bom em Janeiro, as ondas não serão a razão. Será recordada por (isto é normal) spots crowdeados que anteriormente eram semi-desconhecidos. Também será recordada por (isto não é normal), um clima que virou de temporada seca por más de duas semanas. E também será recordado por (isto é surrealista) um grupo de italianos que proclama um spot do Bukit como próprio.

Aqueles de nós no Bukit que ao finais do 2012 esperávamos ansiosamente a que o verde tornasse-se más verde que verde, a que os ventos virassem do Oeste, a que as direitas (e alguma que outra esquerda) transformarem-se em linhas, paredes e cavernas martelando o recife, e a que o crowd tornasse-se inexistente ao tempo que surfamos belos e semi-desconhecidos spots rodeados de verdes falecias e céus tempestuosos e pesados com apenas um punho de outros surfistas, aqueles de nós, digo, estávamos a começar uma temporada de surfe espiritual onde não tem encrenca na agua, onde você sente-se em harmonia com a natureza, onde percebe-se uma boa vibra no line-up e onde você sabe que esse é o Bali que adora surfar.

Não é?

  1. Normal:

O verde tem de fato então tornado mais verde que verde, os ventos de fato tinham-se virado do Oeste, as direitas de fato tinham-se transformado em ondas glassy e lindas, mas o crowd, ai sim Deuses, o crowd é agora oficialmente e de fato parte da temporada de chuva. Os spots semi-conhecidos já foram. Sabe como é, né. Você sabe que si leva a teus amigos (ou conhecidos) a um spot não tão conhecido, é só uma questão de tempo antes de virar vox populi. Em cada nova temporada você vê surfistas trazendo amigos e amigos de amigos a esses spots  (igualzinho a você) e você sabe que cada nova temporada pode chegar a ser a que separa o antes do depois. A que separa o surfing relaxado do surfing estressante. A que separa o soul surfing do surfing de combate. E você não quer nem pensar. As boas noticias: não pense mais. Essa temporada já chegou. Comece a se acostumar.

  1. Não é normal:

Por mais de duas semanas em Janeiro e Fevereiro os ventos sopraram do Leste e as condições foram de tipo temporada seca. Isso, de um jeito, foi legal. Não só porque nós todos gostamos de surfar as ondas de classe do Oeste do Bukit, senão que também porque tiveram dias em que os ventos foram variantes durante o dia inteiro e os surfistas sintonizados coroaram ondas incríveis em as duas costas. Ulus, Bingin, Balangan, Impossibles e outras quebraram, para a surpresa de todo mundo, ondas do ombro á cabeça alucinantes e consistentes no meio da temporada de chuvas. E como a galera tinha mais ondas para escolher, alguns de nós compartimos alguns spots com apenas alguns outros em condições alucinantemente glassy.

  1. Surrealista:

Italianos proclamam spot do Bukit como próprio. Nome: “Pizza Spot”
Verdadeiramente surrealista.
Leiam isto e julguem vocês mesmos.

Um amigo meu Australiano (chamemos-lhe “B”) foi surfar em Janeiro o que anteriormente era um spot semi-desconhecido. Ele caiu na agua como vinha fazendo já varias temporadas de chuvas. Ele remou ate o line-up como vinha fazendo já também varias temporadas de chuvas. E ele sentou-se tranquilamente a esperar pela sua onda como vinha fazendo já também varias temporadas de chuvas. Essa vês, embora, estava rodeado por um punho de tipos com má cara olhando para ele com cara de cu e a quem nunca antes tinha visto.

As caras de cu não bastaram. Eles remaram-lhe por dentro, drouparam-lhe nas ondas e botavam nas onda muito dentro para poder as passar mas ainda assim as gritavam todas.

Surfaram o spot como se fosse deles.

Em breve, “B” saberia que a coisa era assim mesmo.

Ou assim eles acreditam.

Chateado, meu amigo dropou num deles. O cara fez um take-off muito dentro e não ia a passar. O “B” botou.
O que seguiu já no line-up foi uma série incrível de ameaças, olhos desorbitados, veias do colo a ponto de explodir e a pior intimidação que meu amigo já tivesse experimentado em Bali.

Serio.

Esses valentões do surf foram além e mandaram ele fora da agua. É mesmo. Fora da agua.

“Disspotaizanaitalianspota”, gritaram-lhe.
“¿Como é?” perguntou meu amigo.
“Dis iz-a an-a Italian spot-a. Go in-a and do not-a com back-a”.

“¿Este spot é um spot o QUÉ?”

Que os Deuses sejam com nós.

Esta historia é verdadeira como tem sido nos contada. Os diálogos e legendas, com tudo, são fictícios e com a intenção de ressaltar o humor no surrealismo de uma situação que é séria por natureza. Esperamos que o leitor saiba apreciar o humor.

Likes 19 Comments

Leave a Reply

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. It’s someone else’s break…… Namely the Locals! So they own it. We are visitors, so act the way you should in someone else’s home. Or go back home and have fun with your brothers and your shitty waves. Italy only gets wind swell anyway, same as the Brasillians with their lame ass beachies. The land of the Gods is about having fun and sharing, leave your attitudes and ignorence at home.

  2. Well I have had the same crap from Auzzies and Americans` There are many Italians here who are fun to surf with,same as many Usa many auzzies and kiwis and french . Everybody just needs to share . We are all the same!! we love surfin. Peace and respect one another!

  3. I have meny Italian friends, and all of them are very good and know how to hang with other nationality. very sad attitude these guys are. Surf trip are have to be laern something from respect other people.

  4. As italian i feel ashamed of those ass holes.unfortunately is full of those dickheads around nowdays,and not only italians.they surfed bali for some time now so they act like they own the place:surf is changing unfortunately!

  5. Outsurf them, outsmart them. Never heard that crew claim it was their spot, they did try to act like it sometimes… Erroneous claims wither under displays of local knowledge and skill.

  6. I was there whit some brazilian surfers and the same thing happened… but thank’s for the “agro” brazilian way the “italian local” got punched in the face to don’t talk shit anymore… haha kooks…

  7. I surf that spot for 3 years with only a few guys. We called the place Pizza Point . Its a nice 3 to 4 foot fun left and very suitable for euro surfing . Its all over now in Bali with big crowds.

    • yes its called pasta point- and most of them stay at a very nice place nearby which is run by a great guy who makes the best pizza in Bali .A dreadlocked ITALIAN with average surf skills and a few of his minions think they own this spot– repeatedly dropped in on my son Ben , Rio .,and Febri aka “biawak ” …–lets hope they are more courteous this wet season -it would be very easy to bring a few of the Bali Boys out to “pasta point ” and sort things out- or perhaps stop by the hotel nearby where they all stay at and enjoy a cold beer and authentic pizza with the new locals……